A taça que fere

Longe de complacência, não é absolutamente nada contra o futebol. É apenas o meu insignificante olhar panorâmico sobre o evento Copa do Mundo 2014.

copa triste

Pois é, a copa chegou. Propagandas na tevê não nos deixam esquecer. Celebridades felizes postam o Brasil que não existe. políticos evidenciam a copa do mundo para sanar os seus equívocos existenciais no posto que ocupam, é festa, é Neymar, é arena Corinthians (meu time), é fantasia!

Somos o país sede¹ da copa do mundo FIFA, O país pelo qual lutamos tanto labutando (inclusive à favor do enriquecimento cultural do país) dia e noite, e vendo as mesmas notícias tristes na mídia. O país sem memória. O país do agora. O agora se foi.

 Pra começar, que vídeo é aquele produzido para ser o Clipe Oficial da Copa do Mundo 2014? Alguém notou brasilidade musical ali? O vídeo ficou ótimo, imagens lindas, mas a música… Quando penso em algum artista musical renomado e reconhecido internacionalmente para representar o meu país, me vem nomes na cabeça como Marisa Monte, Ivete, Ana Carolina, Fernanda Porto, entre tantos outros nomes. Artistas que possuem riqueza musical, talento e brasilidade. No entanto resolveram embalar no clipe uma brasileira exagerada, sem assunto e com o menor tempo. Pelo menos rebolar ela soube – e muito bem. A Copa é no Brasil, mas a brasileira aparece pouco. A J.Lo consegue ser mais brasileira. Fim de papo. Fim de clipe. Quase fim do meu orgulho. 

Link do Clipe oficial da Copa do Mundo 2014:  http://www.youtube.com/watch?v=TGtWWb9emYI

O orgulho quase foi. Quase, pois o que se foi mesmo eu explico agora: Foram 170 mil famílias desabrigadas para a construção de estádio e vilas de copa, na zona leste de São Paulo. Até hoje estas famílias não sabem onde vão morar. O país vibra por uma bola no pé, mas não possui teto fixo para retornar depois da pelada na rua. Ruas sem asfalto, sem mobilidade para cadeirantes, o meu povo tá sem moradia e sem ter como ir e vir.

Ingressos custando mais caro que uma compra mensal de víveres na casa do brasileiro humilde. (Detalhe: somos referência na exportação de alimentos, em contra partida gente aqui passando fome).

No revés:  hotéis, motéis e os seus pseudônimos já visam lucros maior do que o seu bolso imagina… Se bem que para os gringos isso não é o problema. $$$.

Enquanto isso quase 9 bilhões já foram gastos em construção de estádios! E pessoas continuam passando fome, passando frio e permanecem sem moradia. Semana passada, saindo do terminal da barra-funda, zona oeste de São Paulo, me deparo com uma criança na parte externa, agachada no chão, vestida por uma camiseta aparentemente maior que o seu manequim, com as pernas encostadas na barriga, uma tentativa inusitada para cobrir as suas pernas expostas ao termômetro baixo que faz na cidade neste inverno bruto. Não tive outra ação a não ser doar a única blusa que me vestira naquele momento. Compreendo não ser o suficiente; quantas outras crianças na mesma situação sem uma mão para aquecer o seu coração?

Poucos dão a devida atenção para os nossos irmãozinhos carentes, após ter doado a blusa eu senti o mesmo frio que o meu irmãozinho de alma sentia naquele momento. Um frio insuportável aqui em são paulo. O meu coração soube manter o meu corpo. aquela criança podia ser eu. E eu, assim como ele, não tenho motivos para gritar com força ‘campeão’, o campeão nos deixou na mão. A corrupção, esse capitalismo todo, consumistas atrás de consumismos, tudo isso elevou a cabeça da população, muitos ainda tratam o pobre como pano de chão.

Chão! Chão ocupado por multidões em hospitais públicos por não haver o atendimento médico necessário. Chão ocupado por carteiras e cadeiras sem o mínimo de dignidade aos nossos professores da rede pública. Chão ocupado pelo meu povo nos pontos de ônibus lotado. Não temos condução. Nem temos a paz que buscamos durante anos… Mas temos a copa das copas, temos a seleção. Temos muito e não temos nada. E mesmo se ganhar, o meu brasil estará longe de ser um país campeão.

BOA COPA PARA TODOS.

manto sagrado

 D.

sem groselha picuinha A ARTE LIBERTA! ® 2015 Todos os direitos reservados ©

Anúncios

6 comentários sobre “A taça que fere

  1. É uma satisfação muito grande poder perceber que diante de tantos problemas causados pela COPA e dos tantos problemas ja existentes, alguém possa retratar esse cenário da forma pela qual você conseguiu. Um olhar realista um olhar sensível um olhar Humano um olhar capaz de capitar aquilo que passa despercebidos pelos milhões de pessoas que andam sem siquer perceber o preço de sua propria vida.
    Parabéns Diego Borges continue à assimilar as idéias na sua cabeca,mais exerça-as com o coração.

    Curtir

  2. Sem picuinha, espero. Mas sem informação:
    Os repasses federais não falham. Você reparou que nenhum governador ou prefeito tem reclamado de falta de repasse de verbas do governo federal? Ou seja, nos projetos de contrapartida, o governo tem feito a sua parte e ainda faz a Copa. Do outro lado a mídia cobra o mal atendimento aqui ou ali. E fica a impressão que a culpa é do Governo. E livram o Estado e o municipio, por interesse sacana! Para atingir o governo. Se o serviço ou benefício referente a esta verba não aparece aí onde você está, no posto de saúde ou na escola, ou na segurança pública – é bom protestar mesmo! Mas dê nome aos bois!
    Entendeu a manipulação? O pior de tudo isso é que tem gente (que a mídia defende) embolsando este dinheiro, enquanto a pessoa errada é acusada. Então veja…
    …QUEM VOCÊ DEVE COBRAR:
    Pra quem ainda não entende, é necessário conhecer minimamente a organização do estado brasileiro para saber quem cobrar pelos serviços essenciais prestados pelo poder público. Vamos explicar resumidamente a quem você deve cobrar alguns desses serviços oferecidos pelo estado.
    Saúde Pública
    A Saúde Pública é competência do governo federal, estados e municípios. Mas como o SUS, Sistema único de Saúde tem como principal característica a descentralização, quem controla a maior parte dos hospitais e serviços de saúde pública são os estados e municípios. Para se ter uma ideia, 96% dos hospitais brasileiros são controlados por estados e municípios, sendo aproximadamente 70% deles controlados pelos municípios e 25% controlados pelos governos estaduais. Apenas 4% são controlados pelo governo federal. Logo, a competência diante da administração dos serviços de saúde recai prioritariamente sobre estados e municípios, principalmente municípios. O governo federal pode apenas repassar as verbas, mas a gestão das unidades de saúde é, em sua quase totalidade, feita pelos estados e municípios. Portanto, são os municípios os principais atores da administração da saúde no Brasil, e em segundo lugar os governos estaduais.
    Educação Pública
    A educação pública de nível médio e fundamental é de competência de estados e municípios. O governo federal pode criar a administrar as universidades federais e a escolas técnicas. Mas a chamada educação de base é de competência exclusiva dos governos estaduais e das prefeituras. É bom ressaltar que existem também as universidades públicas estaduais, e nesse caso, elas são obviamente de competência dos governos estaduais. Portanto, se tiver que cobrar alguém pelas condições da educação de nível médio e fundamental, cobre as prefeituras e os governos estaduais.
    Segurança Pública
    A segurança pública urbana é de competência dos governos estaduais, que contam com as polícias civil e militar para o combate a criminalidade. A polícia civil cuida da parte da investigação dos crimes, e a polícia militar faz o patrulhamento das ruas e o enfrentamento mais direto a criminalidade. Ao governo federal compete o controle das fronteiras, a defesa aeroespacial e marítima, a segurança nacional em caso de guerra e o controle das polícias federal e rodoviária. Mas a segurança pública urbana é uma competência dos governos estaduais. As prefeituras controlam a guarda municipal. Portanto, a segurança pública é, de acordo com a Constituição Federal, uma competência dos governos estaduais, e não do governo federal. Portanto, se tiver que cobrar alguém pelas condições da segurança pública, cobre o governo estadual.
    Transporte Urbano O Transporte público urbano é de competência exclusiva dos municípios, segundo a Constituição. Vejamos o texto: “Compete aos municípios: organizar e prestar, diretamente ou sob regime de concessão ou permissão, os serviços públicos de interesse local, incluído o de transporte coletivo, que tem caráter essencial” [Artigo 30, item 5 (V)]. Isso significa que o transporte público urbano dentro das cidades é sempre gerenciado pelas prefeituras. Portanto, se tiver que cobrar alguém pelas condições do transporte público, cobre a prefeitura.”
    Vamos aos gastos da Copa:
    Nos 12 estádios, que custaram R$ 8 bilhões, o governo federal entrou com R$ 3,9 bilhões de financiamento do BNDES. Mas esses financiamentos serão pagos. Nas obras ligadas à Copa, realizadas nas cidades-sedes, o governo investiu R$ 17,6 bilhões, principalmente nos aeroportos, no transporte público de massa e nas telecomunicações. E essas obras permanecerão como benefícios permanentes para nosso país.
    Não dá para aceitar que, por causa desses investimentos, a educação e a saúde estejam em péssima situação, como dizem alguns críticos mais exaltados. Em primeiro lugar, porque os R$ 25,6 bilhões gastos com estádios e obras ligados à Copa, desde 2010, não são comparáveis aos R$ 825,3 bilhões que o governo federal investiu em educação e saúde nesse mesmo período.
    E os gastos reais, que não prejudicaram nem a Saúde e nem a Educação, vão ficar como legado: mobilidade e transportes que não havia no entorno dos estádios.
    Então, cobre e não se iluda com as manipulações da mídia que é neoliberal e com orientação dos EUA e Reino Unido e quer derrubar os governos trabalhistas da América Latina! Escrever um blog sem as informações certas, apenas por paixão é lesivo aos seus leitores. É jogar contra uma das paixões dos brasileiros e você sabe disso! Se escreveu a matéria por desinformação, tudo bem. Mas, se sabedor dessas informações ainda a fez, colocou picuinha na groselha!
    Abraços!
    Confira as minhas informações nos links. E veja de onde vieram: 24/7 e UOL, para não dizer que é manipulação. A Folha também deu dados similares. É só pesquisar!
    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/140824/Copa-equivale-a-um-m%C3%AAs-de-gastos-com-educa%C3%A7%C3%A3o.htm
    http://noticias.uol.com.br/opiniao/coluna/2014/05/07/gastos-com-a-copa-nao-prejudicaram-investimentos-em-saude-e-educacao.htm

    Curtir

    • Expedito, isso aqui é uma troca de ideias, um compartilhando ideias com o outro de maneira sadia sem desdenhar ou diminuir ninguém. Eu compreendi as suas informações e os dados compartilhados. Mas quem vive na PRÁTICA sabe que é tudo bem diferente.
      Não me venha ludibriar a mente minha com groselha picuinha! Esse blábláblá!!!
      A realidade é outra, meu caro. Acorda!!
      Eu desejo mudanças nesse sistema.
      PAZ, e mais amor por favor.

      Diego.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s