Eu escolhi você pra olhar pela primeira vez todas as manhãs
Te levar o café na cama
após o despertar
Beijá-la, beijá-la, bei já lá
até deixá-la nua
se ainda não estiver
Antes:
fartarmo-nos
Depois:
Tome tuas horas.
(aproveite as horas)
Quando parto
percebo deixar o meu coração no teu quarto
Entro no carro
vou pro trabalho
chegando lá ainda beijo o seu retrato
Eis um questionamento,
algum ciúme e toda a saudade
é que nunca amei alguém assim de fato
provando à mim mesmo cada ato.
Eu escolhi você pra pensar no decorrer do meu dia
teu semblante me trás calmaria
me motivando à incansáveis romarias
Esse seu sorriso aberto
quando diz que eu sou o Homem certo
Momento em que os olhos flertam
feito asterales na direção natural
Sou o seu girassol
Giro na direção do sol,
Luz à guiar o nosso caminho
meu benzinho
Te escolhi com tanto, tanto, mas tanto carinho
bem devagarinho…
superando os sóbrios
os faladores
o tempo sofrido,
amores roubados,
amores perdidos,
e sobretudo os delírios
…Vê se não me deixa só nesse mundinho perdido regado à colírios.
.
.
.

D.

sem groselha picuinha A ARTE LIBERTA! ® 2015 Todos os direitos reservados ©

Anúncios