Soneto Deserto

Vi,

Sem querer me tornar desertor desse pedido
Ei de fazer em seu rosto sorriso perdido
Retinas minhas rodeiam teu corpo achado
em páginas que a vida sopra pro meu lado

Desdenhar não me tornará mais viril…
Inteligente é o homem longe de ser hostil!
Povos iguais cansam, existem mais de mil
Prefiro o meu calor, se assopra soa amor

Nuances agregadas num propósito infinito
Intuito em deixar dois corações mais bonitos
várias direções num só sentido, esta é a cura

Bem leve e solto eu me envolvo todo
enterro o arsenal que me era consolo e
me livro do peso levado desta vida dura                                    temperança

D.

Complemento: https://www.youtube.com/watch?v=nQ84WtdxcIo
pe diego

sem groselha picuinha A ARTE LIBERTA! ® 2015 Todos os direitos reservados ©

Anúncios

Um comentário sobre “Soneto Deserto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s