Você e Abril

e se o sonho representa a realização de um desejo, você é a minha realidade incidida nos instantes da felicidade.
Eu tenho a liberdade e quero a responsabilidade e viabilizar o melhor pra nós dois, no nosso estilo.
O melhor para nós e consequentemente à quem nos rodear. Que sejam bons e do bem!
Os momentos ruins, porém, eu sei bem que virão.
Mas saiba, neném: Continuar lendo

A Água da Chuva

Bom dia… Boa tarde…

O sol aqui chegou estralando esta manhã…

(…)mêu, ontem fomos tocar num campeonato d futebol aqui da quebrada e foi emocionante! o som da batucada contagia d uma tal forma
a música e o esporte são libertadores!
depois fomos convidados pro after pós jogo, rs
do alto do morro em que eu estava
notei que todos são mais unidos
fui tão bem recepcionado por grandes, e um dos maiores fotógrafos do mundo reside por aqui e eu o conheci. o samba recepciona de braços abertos, e o som ecoa alto por aquela vista vislumbrante do céu
aquela vista marca. tudo marcou ontem
o som do carnabronks sacode chão alma e coração!!
_
_inclusive já troquei a minha ideia c/ Deus e pah… Continuar lendo

Coração Urbano

Eu percebi que você é O cara quando passei a observar outras belezas sem desejá-las ou cobiçá-las. ‘Meu amor basta!’ Eu sinto como se todos aqueles casos que eu já tive, lá no passado, somaram como pontes nesta estrada da vida que me trouxe até você. Através delxs eu pude conhecer os meandros das sentimentalidades de um coração urbano. Elxs fortaleceu o rapaz bobo e imaturo que eu era. Eu via limites.

….O tempo passou. Continuar lendo

#SouMinasGerais

O Brasil é um país solidário. Sobretudo porque temos uma história marcada pelo sofrimento, pelo engano, pela iniquidade e tantos outros males que ao mesmo tempo nos distancia e nos une. Vinte e sete capitais preenchidas por, além de um povo heroico, sessenta e quatro mil políticos eleitos democraticamente por nós, povo. Entre presidente, vice-presidente, governadores, senadores, deputados, vereadores e prefeitos, todos funcionários da população e remunerados com o dinheiro que pagamos pelo alto imposto cobrado de nós. Imposto que é um dos mais altos do mundo! Incluindo salários, auxílios e demais verbas, cada deputado custa, em média, 147 mil reais aos cofres públicos todos os meses, segundo dados da própria Câmara. Isso representa um gasto anual de quase 2 milhões, para cada deputado em exercício.

De todos esses bilhões gastos pelo Senado brasileiro, R$ 1,3 bilhão são usados só para pagar aposentadorias de ex-senadores e ex-servidores da Casa – 35% do orçamento. Das despesas atuais, que somam R$ 2,3 bilhões – cerca de 63% –, pelo menos 8 milhões são destinados somente ao pagamento de horas extras. Ou seja, o congressista brasileiro é o mais caro do mundo! Perdemos apenas para os Estados Unidos. Lideramos o segundo lugar num ranking de 108 países.

A minha vontade de pesquisar e expor estes dados aqui é simplesmente para nos conscientizar e nos colocar no lugar certo na existência capitalista atual: o lugar da sabedoria. Um cidadão que sabe seus direitos e seus deveres, que compreende o tamanho desta nação e a força que ela possui em comunhão, luta pelo que é seu. Luta pelo país e cobra de quem realmente deve ser cobrado.

O que me causa estranheza é a desorganização generalizada que a gente vive diariamente e há tanto tempo: na saúde, educação, economia, na cultura e em todos os outros setores. Se o país tem linhas de frente para atender às demandas, então por qual motivo nunca há melhoria nestas questões primordiais, para então vivermos numa sociedade melhor e justa?
O tempo é rei!

Estive presente num encontro super emocionante que rolou ontem no Espaço das Américas, aqui em São Paulo, para ajudar de alguma maneira os afetados pelo desastre que ocorreu em Mariana, região central de Minas Gerais. O motivo do evento é arrecadar verbas e viabilizá-las à um fundo gerenciado pelo Greenpeace, em prol dos atingidos pelo rompimento das barragens da Samarco.
Grandes artistas da música nacional, pessoas que nos agregam de fato, formaram, juntos, um dos shows mais emblemáticos que eu já vi. Pessoas comuns, ligadas à arte, provocaram com ímpeto o nosso coração e aquela troca de ideias e energias positivas me remeteu a origem do problema: o sistema!

Maior que o buraco cavado pelos mercenários políticos deste solo gentil. Somos arte demasiada.

Maria Gadú, Tulipa Ruiz e Mariana Aydar encabeçam um show beneficente intitulado #SouMinasGerais com as participações de Ney Matogrosso, Emicida, Filipe Catto, Thiaguinho, Ana Cañas, Tiago Iorc, Paulo Miklos, Nando Reis, Marina Lima e Fafá de Belém. Cada um com o seu encanto e sua Luz. Fora o show histórico e cheio de novidades, performances extraordinárias (Uma delas foi Tulipa cantando Víbora  , Marina numa capela de arrepiar cantando Fullgás com o público enquanto Gadú na guitarra, e tantos outros momentos históricos). Um repertório majestoso, construído sequencialmente, uma coisa levou à outra. Bem produzido, bem dirigido. Um espetáculo descontraído, emergente, focado em prol do Brasil e dos brasileiros, seus estudantes, seus desbravadores. Fafá e Nando proclamaram, cada um, discurso que abriu a mente de todos os presentes. Fafá nos encoraja com a sua força e garra que teve diante dos conflitos oriundos na sua época de garota; quando lutava à favor do voto democrático. Foi uma conquista! Nando nos lembrou que a responsabilidade de um país melhor é nossa, realmente, mas cabe aos políticos se moverem para criar soluções pros problemas que o Brasil enfrenta constantemente, (já que os políticos recebem muita grana pra isso.) Nando somou com sua visão realista e otimista. Sem otimismo não flui!

Enquanto o alto salário de um político (sem contar os benefícios e regalias) apenas o torna complacente nos momentos de pedir votos, os artistas somam à sociedade mais que os excelentíssimos engravatados do congresso, estes que muitos nem sabem quem são! Se você me questionar quem é o vereador que “luta” pelo meu bairro, eu não sei responder e penso: há quantos indagados assim como eu? (o vereador que eu votei não ganhou!)  Os Problemas em Mariana e em todos os outros lugares do Brasil devem ser solucionados por nós, Brasileiros, porque se depender de mal resultado em urnas, fodeu!

Na terra do índio, o artista se movimenta e soma mais que o político. Gratidão aos ARTISTAS!souminas

sem groselha picuinha A ARTE LIBERTA! ® 2015 Todos os direitos reservados ©

Todo mundo Cada um

Todo mundo Cada um pensando, imaginando ou simplesmente observando uma coisa diferente do outro. Ou igual. Mas nem todos. Muitos acreditam fielmente em Deus, outros não. Uns passando pelo Minhocão enquanto outros tiram um lazer em Downtown. Tantos lugares… cada um no seu: você; alguém no meu: Eu. Há os focados no amor e outros na dor. Uns aguardam parados, outros estão suados. Incontidos. Sufocados. E tem o futuro. Um ou outro planejando a paz e também têm os que tramam a guerra, os que vivem o cais. Há quem me trate bem e quem trate mal. Tem de tudo mesmo… E com tantas diferenças e tantas semelhanças, o espelho da minha alma abre uma esperança ao que remete à minha infância. Passou. Há os loucos e os normais (este último ninguém quer ser mais). Tamanhas as possibilidades que neste instante adquiro do universo, se eu lhe contasse dirás que sou incerto… Você, porquê talvez, para o outro, não. Há quem seja influente e para eles os influenciados. Existe quem me conquistou com um sorriso, e este mesmo corre o risco de por outro ser odiado. Faço este escrito para o futuro, que no passado alguém lia e no presente pode ser que não cause nada, entretanto prontamente me alivia e provavelmente mistificará. Inúmeras são as diferenças em cada viver, cada sonho… Por isso eu não aceito compreender quieto os injustos que não acreditam em cada maneira peculiar de proclamar uma ideia, uma VIDA. Pior quando a gente deixa de apreciar a diferença alheia; automaticamente a nossa própria identidade se perde. E aí, quem sabe um dia, o amor cura… Apesar de alguém (louco) ainda achar que o desamor, também.

diferente

sem groselha picuinha A ARTE LIBERTA! ® 2015 Todos os direitos reservados ©

Aos Velhos Amigos

E aí, meus velhos amigos
resolvi abrir o nosso caderno de afetos
para ver fotos e recordar momentos
passou veloz… É, tempo é vento!
eu torço para que estejam vencendo

Quantas histórias vivemos ali;
passado que hora me chora, hora  me sorri
Horas; e ainda estou aqui
vendo as tuas fotos, me sinto até aí
Te fazendo vibrar, tal qual estou aqui

Quantos amores passaram; quantas brisas colaram
é, as águas rolaram…
nada foi desperdiçado! Noto o quanto mudei;
Mundo que tem mais sentido hoje;
~perto daquelas palavras cruas de outrora~
atitudes que desintegrou a nossa aliança
coisas do tempo, coisas de ‘criança’
Nada como a idade pra nos revelar;

Percebo que essa é uma boa hora;
e quero somente agradecê-los por serem parte da minha trajetória;
Então evoluindo sorrio e vou fazer novas histórias..
Glória
partiu!

D.

(Reflexão sobre um dos textos que li no livro Maneira de Serda Marina Lima. Editora: Língua Geral)

o tempo e o moço

Pic: https://instagram.com/p/4hMPzMNxuW/?taken-by=odiegoborges

 

sem groselha picuinha A ARTE LIBERTA! ® 2015 Todos os direitos reservados ©